segunda-feira, 23 de abril de 2012

Horário de trabalho

Antes de mais tenho de agradecer o apoio de todos os seguidores de "Os dias da nossa vida", já que no primeiro dia o "Trabalhar em casa" teve 200 visitas!

(via Internet)

Relativamente à definição das condições de remuneração, convém esclarecer o seguinte: ao exercer a sua profissão a partir de casa, existem despesas que aumentarão e, exemplo disso, é o consumo da água e da electricidade. O mesmo se passa com a Internet, já que o mais normal é optarmos por um plano adequado ao uso doméstico e menos rápido. Para responder prontamente e com menos falhas será necessário alterar para um plano mais eficiente. Claro que estão incluídas as chamadas ilimitadas. Portanto, além de negociar com a entidade patronal, lembre-se de negociar com as diferentes operadoras.

Quanto ao horário de trabalho, confesso que precisei de quase três anos para me adaptar. Adaptar a cumprir com o horário de saída. No meu caso, trabalho por conta de outrém, portanto o trabalho tem de aparecer! Não tive, e nem tenho, qualquer dificuldade em cumprir com o horário de entrada. Às 09:00 o computador está ligado, o outlook aberto e a base de dados preparada para garantir a necessidade de qualquer pesquisa à primeira hora. Ter e cumprir com o horário é importante para a espécie humana, por isso, se trabalha por conta própria, defina o seu horário. Esquematize de acordo com a profissão, seja ela de cariz administrativo ou outro. Tenha uma hora de entrada e uma hora de saída, defina o horário de almoço assim como os intervalos. Além de ser um aspecto importante e positivo, com certeza contribuirá para a produtividade e consequente sucesso da sua actividade. Esta exigência transmitirá a terceiros que é responsável e entende o "Trabalhar em casa" como um assunto sério. Cumpra rigorosamente com o horário de saída. É muito fácil enviar mais um e-mail, ler mais um e-mail, arrumar mais um assunto, arquivar um fax, enviar mais um e-mail e, às tantas, já se passou uma hora e outra hora. Errado. Lembre-se de que tem vida para além da profissional. É preferível cumprir com o horário a distrair-se e sentir-se no dever de compensar, o que acaba por acontecer por excesso.

Resumindo: Defina e cumpra com o horário definido. 

Por hoje é tudo. No próximo post falaremos do vestuário.

1 comentário:

  1. Belo texto! e mesmo de encontro à minha luta actual - definir e cumprir um horário de trabalho :). Nem comento mais nada, senão acho que escrevia aqui um testamento...


    Bjinhos!!

    ResponderEliminar

A sua opinião conta!